O PODER DOS “CABEÇAS DO CONGRESSO”: A AMBIÇÃO POLÍTICA E AS CHANCES ELEITORAIS DOS PREMIADOS DO DIAP

Autores

  • Nilton Sainz Universidade Federal do Paraná https://orcid.org/0000-0002-3957-2714
  • Adriano Codato Universidade Federal do Paraná
  • Gabryela Gabriel Universidade Federal do Paraná
  • Victor Miranda Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Palavras-chave:

Ambição Política, Sucesso Eleitoral, Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, Câmara dos Deputados, Poder Legislativo

Resumo

O artigo analisa os deputados federais brasileiros eleitos em 2014 com foco nos “Cabeças do Congresso”, isto é, naqueles parlamentares indicados pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) como os mais atuantes na 55ª legislatura (2015-2018). Considerando o mapeamento elaborado pelo DIAP como um indicador indireto de relevância e de influência no Legislativo, este estudo investiga primeiramente a relação entre ser ou não ser um “Cabeça” do Congresso Nacional e a ambição política do deputado (se progressiva, estática ou regressiva) e, em seguida, se esse maior capital político se traduz em vantagens competitivas nas disputas eleitorais subsequentes (2016, 2018 e 2020). Testes de independência Qui-Quadrado mostraram que há associação entre tipo de ambição e capital político nas eleições gerais de 2018 (p < 0,001) e municipais de 2020 (p < 0,031), mas não nas eleições municipais em 2016 (p < 0,450). Os testes de risco relativo e razão de chance revelaram que não há efeito positivo entre ser classificado como uma liderança política do Congresso Nacional e bom desempenho eleitoral para o grupo estudado.

Biografia do Autor

Nilton Sainz, Universidade Federal do Paraná

Cientista Social (UFPel), Mestre em Ciência Polí­tica (UFPel) e Doutorando em Ciência Polí­tica (UFPR). Bolsista CAPES.

Adriano Codato, Universidade Federal do Paraná

Doutor em Ciência Polí­tica pela Unicamp, professor de Ciência Polí­tica da Universidade Federal do Paraná e pesquisador do CNPq.

Gabryela Gabriel, Universidade Federal do Paraná

Mestranda em Ciência Polí­tica na Universidade Federal do Paraná.

Victor Miranda, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Doutor em História pela UFGD, professor de Ciências Sociais da UFMS e pesquisador do Leibniz Institute for the Social Science

Referências

BERRY, William D; BERKMAN, Michael B; SCHNEIDERMAN, Stuart. Legislative Professionalism and Incumbent Reelection: The Development of Institutional Boundaries. American Political Science Review, v. 94, n. 4, p. 859–874, dez. 2000. Disponível em: http://www.jstor.org/stable/2586212.

BLACK, Gordon S. A Theory of Political Ambition: Career Choices and the Role of Structural Incentives. The American Political Science Review, v. 66, n. 1, p. 144–159, 1972. Disponível em: http://www.jstor.org/stable/10.2307/1959283. Acesso em: 14 ago. 2012.

BORCHERT, Jens. Ambition and Opportunity in Federal Systems: The Political Sociology of Political Career Patterns in Brazil, Germany, and the United States. 2009, Toronto, Canada: American Political Science Association, 2009. p. 1–21. Disponível em: https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=1450640.

BORCHERT, Jens. Individual Ambition and Institutional Opportunity: A Conceptual Approach to Political Careers in Multi-level Systems. Regional & Federal Studies, v. 21, n. 2, p. 117–140, 2011. Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/13597566.2011.529757. Acesso em: 18 out. 2012.

CARSON, Jamie L; JENKINS, Jeffery A. Examining the Electoral Connection Across Time. Annual Review of Political Science, v. 14, n. 1, p. 25–46, 15 jun. 2011. Disponível em: http://www.annualreviews.org/doi/10.1146/annurev-polisci-030310-221852.

COOPER, Joseph; BRADY, David W. Toward a Diachronic Analysis of Congress. American Political Science Review, v. 75, n. 4, p. 988–1006, 1 dez. 1981. Disponível em: http://www.jstor.org/stable/1962298. Acesso em: 21 mar. 2014.

CORRÊA, Filipe Souza. O que fazer para sobreviver politicamente? Padrões de carreira dos deputados estaduais no Brasil. Tese (Doutorado em Ciência Política). 152 f. Universidade Federal de Minas Gerais. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política. Belo Horizonte - MG, Brasil, 2016. 152 f. Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-ARNG5H.

COSTA, Diarlison Lucas Silva da. Análise multinível dos padrões de carreiras dos deputados federais brasileiros (2010-2014). Dissertação (Mestrado em Ciência Política). 2018. 109 f. Universidade Federal do Piauí. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política. Teresina, PI, Brasil, 109 f. 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/123456789/1469.

DIAP. Os “cabeças” do Congresso Nacional : uma pesquisa sobre os 100 parlamentares mais influentes (2015). 22. ed. Brasilia: DIAP - Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, 2015. Disponível em: https://www.diap.org.br/index.php/publicacoes/send/9-os-cabecas-do-congresso-nacional/277-os-cabecas-do-congresso-nacional-ano-2015.

DIAP. Os “Cabeças” do Congresso Nacional: uma pesquisa sobre os 100 parlamentares mais influentes (2016). 23. ed. Brasília, DF: DIAP - Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, 2016. Disponível em: https://www.diap.org.br/index.php/publicacoes/send/9-os-cabecas-do-congresso-nacional/278-os-cabecas-do-congresso-nacional-ano-2016.

DIAP. Os “Cabeças” do Congresso Nacional: uma pesquisa sobre os 100 parlamentares mais influentes (2017). 24. ed. Brasília, DF: DIAP - Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, 2017. Disponível em: https://www.diap.org.br/index.php/publicacoes/send/9-os-cabecas-do-congresso-nacional/279-os-cabecas-do-congresso-nacional-ano-2017.

DIAP. Os “Cabeças” do Congresso Nacional: uma pesquisa sobre os 100 parlamentares mais influentes (2018). 25. ed. Brasília, DF: DIAP - Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, 2018. Disponível em: https://www.diap.org.br/index.php/publicacoes/send/9-os-cabecas-do-congresso-nacional/964-os-cabecas-do-congresso-nacional-ano-2018.

DIAP. Os “Cabeças” do Congresso Nacional: uma pesquisa sobre os 100 parlamentares mais influentes (2020). 27. ed. Brasília, DF: DIAP - Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, 2020. Disponível em: https://www.diap.org.br/index.php/publicacoes/send/9-os-cabecas-do-congresso-nacional/967-os-cabecas-do-congresso-nacional-ano-2020.

FIORINA, Morris P. Congress: Keystone of the Washington Establishment. 2. ed. London: Yale University Press, 1989.

GRAÇA, Luís Felipe Guedes Da; SOUZA, Cíntia Pinheiro Ribeiro De. Uso estratégico de eleições alternadas? Efeitos da candidatura para prefeito sobre a votação dos concorrentes ao cargo de deputado federal no Brasil. Opinião Pública, v. 20, n. 3, p. 326–345, out. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-62762014000300326&lng=pt&nrm=iso&tlng=en.

HIBBING, John R. Contours of the Modern Congressional Career. American Political Science Review, v. 85, n. 2, p. 405–428, 1 jun. 1991. Disponível em: http://www.jstor.org/stable/10.2307/1963167. Acesso em: 17 ago. 2013.

LEONI, Eduardo; PEREIRA, Carlos; RENNÓ, Lúcio. Estratégias para sobreviver politicamente: escolhas de carreiras na Câmara de Deputados do Brasil. Opinião Pública, v. 9, n. 1, p. 44–67, maio 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-62762003000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 15 jul. 2012.

LIMA, Albany Ferreira et al. A carreira dos desviantes: ambição política e nível de profissionalização da Câmara dos Deputados. E-Legis, v. 11, n. 26, p. 82–108, 16 ago. 2018. Disponível em: http://e-legis.camara.leg.br/cefor/index.php/e-legis/article/view/402.

LIMA, Iana Alves de. Carreiras e ambição política em sistemas multinível: um estudo de caso da circulação política no Brasil (1995-2015). Dissertação (Mestrado em Ciência Política). Universidade de Brasília. Instituto de Ciência Política., Brasília - DF, Brazil, 2017. 112f. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/24658.

MANCUSO, Wagner Pralon et al. Determinantes dos padrões de carreira política dos deputados federais paulistas entre as legislaturas 49a (1991-1995) e 53a (2007-2011). Opinião Pública, v. 19, n. 2, p. 430–448, nov. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-62762013000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=en. Acesso em: 27 jan. 2014.

MAYHEW, David R. Congress: The Electoral Connection. New Haven: Yale University Press, 1974.

MIGUEL, Luís Felipe. Capital político e carreira eleitoral: algumas variáveis na eleição para o Congresso brasileiro. Revista de Sociologia e Política, n. 20, p. 115–134, jun. 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-44782003000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 15 jul. 2012.

OPELLO, Walter C. Portugal’s Parliament: An Organizational Analysis of Legislative Performance. Legislative Studies Quarterly, v. 11, n. 3, p. 291, ago. 1986. Disponível em: http://doi.wiley.com/10.2307/439839.

PEGURIER, Fabiano José Horcades. Carreiras políticas e a Câmara de Deputados brasileira. Dissertação (Mestrado em Ciência Política). Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro - IUPERJ, Rio de Janeiro, 2009. 125f.

PEREIRA, Carlos; RENNÓ, Lucio. O que é que o reeleito tem? Dinâmicas político-institucionais locais e nacionais nas eleições de 1998 para a Câmara dos Deputados. Dados, v. 44, n. 2, p. 133–172, 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0011-52582001000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 7 ago. 2013.

PEREIRA, Carlos; RENNÓ, Lucio. O que é que o reeleito tem? O retorno: o esboço de uma teoria da reeleição no Brasil. Revista de Economia Política, v. 27, n. 4, p. 664–683, dez. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-31572007000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 7 ago. 2013.

PEREIRA, Carlos; RENNÓ, Lucio. Should I stay or should I go? Explaining Political Ambition by Electoral Success. Journal of Politics in Latin America, v. 5, n. 3, p. 73–95, 2013. Disponível em: https://journals.sub.uni-hamburg.de/giga/jpla/article/view/687.html.

PESTANA, Maria Helena; GAGEIRO, João Nunes. Análise de dados para ciências sociais: a complementaridade do SPSS. 5. ed. Lisboa: Sílabo, 2008.

PINTO, Simone Cuber Araújo. Os poderes Executivo e Legislativo na definição das carreiras políticas no Brasil. 2012, Caxambu (MG): 36º. ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS (ANPOCS). Caxambu 7 a 11 de outubro de 2012. p. 1–37. Disponível em: https://www.anpocs.com/index.php/papers-36-encontro/gt-2/gt10-2/7959-os-poderes-executivo-e-legislativo-na-definicao-das-carreiras-politicas-no-brasil/file.

ROHDE, David W. Risk-Bearing and Progressive Ambition: The Case of Members of the United States House of Representatives. American Journal of Political Science, v. 23, n. 1, p. 1–26, fev. 1979. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2110769.

SAMUELS, David. Ambition, Federalism and Legislative Politics in Brazil. Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

SANTANA, Luciana. Perfil, trajetórias e ambição política dos legisladores na construção de suas carreiras: Argentina, Brasil, Chile e Uruguai. Teoria & Sociedade, v. 16, p. 130–155, 2008. Disponível em: http://www.fafich.ufmg.br/~revistasociedade/edicoes/artigos/16_2/PERFIL_TRAJETORIAS_E_AMBICAO_POLITICA.pdf. Acesso em: 22 abr. 2012.

SANTOS, Fabiano. Câmara dos Deputados e a estrutura de oportunidades políticas no Brasil: alguns apontamentos acerca das eleições de 2010. Cadernos Aslegis, n. 40, p. 109–126, 2010.

SANTOS, Fabiano. Recruitment and Retention of Legislators in Brazil. Legislative Studies Quarterly, v. 24, n. 2, p. 209–237, maio 1999.

SANTOS, Fabiano; PEGURIER, Fabiano. Political Careers in Brazil: Long-term Trends and Cross-sectional Variation. Regional & Federal Studies, Political Careers in Brazil: Long-term Trends and Cross-sectional Variation - Santos, Fabiano G. M.; Pegurier, Fabiano J. H., v. 21, n. 2, p. 165–183, maio 2011. Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/13597566.2011.529759. Acesso em: 12 fev. 2013.

SCHLESINGER, Joseph A. Ambition and Politics: Political Careers in the United States. Chicago: Rand McNally, 1966.

SILVA-JÚNIOR, José Alexandre da et al. Entre o trampolim e a ascensão: reeleição parlamentar no Brasil (1990-2014). Teoria e Pesquisa, v. 28, n. 1, p. 61–90, 2019. Disponível em: http://www.teoriaepesquisa.ufscar.br/index.php/tp/article/view/704/422.

Publicado

2022-03-14

Como Citar

Sainz, N., Codato, A., Gabriel, G., & Miranda, V. (2022). O PODER DOS “CABEÇAS DO CONGRESSO”: A AMBIÇÃO POLÍTICA E AS CHANCES ELEITORAIS DOS PREMIADOS DO DIAP. E-Legis - Revista Eletrônica Do Programa De Pós-Graduação Da Câmara Dos Deputados, 15(37), 58–78. Recuperado de https://e-legis.camara.leg.br/cefor/index.php/e-legis/article/view/749

Edição

Seção

Dossiê Sistema Polí­tico Brasileiro - CEFOR / IMPA / EPRG-UnB