COMPREENDER O ESPAÇO FÍSICO: UMA CONTRIBUIÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DE PARLAMENTOS

Valério Augusto Soares de Medeiros

Resumo


O artigo explora a variável espacial em quize parlamentos (câmaras altas, câmaras baixas e assembleias estaduais brasileiras) com o intuito de investigar aspectos de estrutura e funcionamento, a partir da premissa de que o espaço afeta o desempenho legislativo. As informações para cada instituição foram sistematizadas de acordo com cinco categorias de interpretação: dados gerais; perfil; edifícios integrantes; síntese das características espaciais e síntese numérica. Os resultados obtidos permitiram identificar feições semelhantes nos estudos de caso, associadas à natureza político-legislativa, à carga simbólica e à complexidade espacial dos conjuntos edificados, além de apontar o quanto o espaço deve ser compreendido como um “bem” para a análise de casas legislativas. 

Palavras-chave


Parlamentos; Estrutura e Organização; Variável Espacial; Complexidade Espacial; Análise Comparada

Texto completo:

POR ENG SPA


DOI: https://doi.org/10.51206/e-legis.v14i34.664