BICAMERALISMO, PERFIL DAS ELITES E TRAJETÓRIAS POLÍTICAS DOS PARLAMENTARES FEDERAIS NO BRASIL (1983-2019)

Paulo Magalhaes Araujo

Resumo


O trabalho analisa a trajetória política e o perfil social de senadores e deputados pela perspectiva institucionalista , com vistas a mensurar e avaliar o perfil das elites congressuais, com base nas instituições representativas bicamerais. O estudo abrange o período que cobre da Legislatura 47ª à 55ª. O objetivo é mostrar os efeitos institucionais do bicameralismo brasileiro – simétrico e incongruente – sobre a composição das elites parlamentares federais. Em convergência com a incongruência bicameral, o trabalho mostra que os senadoressão mais experientes na política do que os deputados. Essa experiência, no entanto, compromete a profissionalização na própria Casa. As experiências dos Senadores em cargos eletivos e não eletivos comprometem a “fidelidade” ao Senado e o aumento da expertise senatorial.

Palavras-chave


Trajetórias políticas; Perfil parlamentar; Bicameralismo incongruente; Elites parlamentares; Congresso Nacional

Texto completo:

POR ENG SPA


DOI: https://doi.org/10.51206/e-legis.v14i34.640