VIRTUALIDADES DA INFORMAÇÃO AMBIENTAL NO CONTEXTO DOS COMITES DE BACIAS HIDROGRÁFICAS DO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL

Luciana Turatti, Jane Márcia Mazzarino

Resumo


O avanço dos meios de comunicação abre perspectiva para a participação cidadã e para o pleno exercício do direito à informação. Tal prerrogativa, contudo, depende da implementação das premissas legais relativas a tal direito expressas na Constituição Federal de 1988 e nas leis que a seguiram. A internet possibilita aos Comitês de Bacias Hidrográficas serem protagonistas da consecução do direito à informação, de modo a estimular a participação cidadã no debate público sobre a questão hídrica. Este estudo analisa a informação hídrica veiculada pelos comitês de bacias hidrográficas do RS no ambiente virtual, a fim de discutir de que modo suas práticas comunicativas atendem aos pressupostos legais do direito à informação. O estudo é descritivo e analítico, quanti-qualitativo, de base bibliográfica e documental. A amostra incluiu 25 comitês de bacias hidrográficas do Rio Grande do Sul, onde foram analisadas três categorias: acesso, informação ofertada e redes sociais.


Palavras-chave


Direito à informação; Comitês de bacias hidrográficas; Ambiente virtual.

Texto completo:

POR ENG SPA