O FINANCIAMENTO ELEITORAL NAS COMISSÕES PERMANENTES DA CÂMARA DOS DEPUTADOS: UMA ANÁLISE DO META RELACIONAMENTO ENTRE EMPRESAS E PARLAMENTARES / ELECTORAL FINANCING IN STANDING COMMITTEES OF THE CHAMBER OF DEPUTIES: AN ANALYSIS OF THE META-RELATIONSHIP BETWEEN COMPANIES AND PARLIAMENTARIANS

Luiz Eduardo Geara, Ivan Jairo Junckes, Rodrigo Rossi Horochovski, Augusto Junior Clemente

Resumo


O artigo analisa as relações entre o financiamento eleitoral empresarial dos deputados federais eleitos para a 55ª Legislatura (2015-2019) e a composição das comissões permanentes na Câmara dos Deputados durante o exercício legislativo de 2016. A partir do financiamento corporativo, o estudo procura responder duas questões: Quais as conexões entre o financiamento eleitoral dos parlamentares e a composição das comissões permanentes da Câmara dos Deputados? Qual o potencial de influência desses investidores sobre as referidas comissões? As fontes da pesquisa são arquivos da Câmara dos Deputados, e as informações sobre candidatos e sobre a prestação de contas eleitorais disponibilizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os dados foram organizados, submetidos à metodologia Análise das Redes Sociais (ARS) e processados no programa Gephi. Os resultados revelam uma rede de Comissões Permanentes altamente hierarquizada de acordo com o financiamento recebido pelos seus membros Deputados.


Palavras-chave


Financiamento eleitoral; Câmara dos Deputados; Comissões Permanentes; Grupos de interesse e pressão; Análise de Redes Sociais.

Texto completo:

PDF