Imagem para capa

CONFIANÇA E DEMOCRACIA: ASPECTOS DE UMA INSTÁVEL RELAÇÃO ESTÁVEL

Ana Lúcia Henrique

Resumo


Na linguagem comum, confiança denota "segurança íntima de procedimento", "fé", e "esperança", de acordo com o Novo Dicionário Aurélio Buarque de Holanda. Na Ciência Política, a confiança aparece como facilitadora dos regimes democráticos, em uma literatura que, apesar das críticas, atravessa diversos momentos históricos, sendo aplicada, "democraticamente" em diversos países, há quase cinqüenta anos. O presente artigo revisa esta literatura, por vezes incompreendida, para melhor entender aspectos da instável relação entre confiança e democracia: uma união estável muito próxima das bodas de ouro nesta bibliografia. Releva ainda a importância da mesma em democracias como o Brasil, que este ano comemora bodas de prata - 25 anos de regime democrático sem interrupção -, em um cenário de grandes assimetrias sociais e desafios inerentes ao processo de consolidação.


Palavras-chave


cultura cívica; confiança política; confiança social; participação cidadã

Texto completo:

PDF