O AGENDAMENTO DO ABORTO NA MÍDIA IMPRESSA BRASILEIRA NA CAMPANHA PRESIDENCIAL DE 2010 / ABORTION AGENDA IN THE BRAZILIAN IMPRESSED MEDIA IN THE PRESIDENTIAL CAMPAIGN OF 2010

Kelly Cristine de Andrade Souza Gontijo, Manoel Roberto Seabra Pereira

Resumo


Este trabalho analisa a cobertura dos jornais Folha de S. Paulo e O Globo sobre o tema do aborto na campanha presidencial de 2010, especificamente no período referente à primeira metade do segundo turno das eleições. A partir da teoria agenda setting, o estudo busca demonstrar que a imprensa pautou o debate sobre o aborto durante a campanha presidencial, mesmo ele não estando no programa dos candidatos. O objetivo da pesquisa é verificar, do ponto de vista quantitativo e qualitativo, de que forma o debate que foi agendado pela mídia, entender se esse agendamento contribuiu para algum avanço em relação ao debate sobre o aborto no Brasil e se houve interferência dessa discussão no resultado das eleições. A pesquisa foi feita por meio da análise dos textos publicados que direta ou indiretamente relacionavam o aborto à campanha presidencial. Como resultado identificou-se que o tema foi conduzido apenas pela perspectiva eleitoral, com destaque para os aspectos religiosos e morais, e usado como estratégia política para angariar o voto do eleitorado conservador.

Palavras-chave


Jornalismo; Eleição presidencial; Brasil; Aborto; Mídia; Religião.

Texto completo:

PDF