Imagem para capa

GASTOS E VOTOS NAS ELEIÇÕES 2012: O CASO DOS CANDIDATOS A PREFEITO DAS CAPITAIS BRASILEIRAS

Ranulfo Paranhos, Dalson Britto Figueiredo Filho, Enivaldo Carvalho da Rocha, José Alexandre da Silva Júnior, Antonio Lavareda

Resumo


Analisa a relação entre receita de campanha e resultados eleitorais nas eleições municipais de 2012. Em termos substantivos, testou-se a hipótese de que desafiantes são mais eficientes do que incumbents (Efeito Jacobson). Metodologicamente, foi combinada a estatística descritiva e multivariada, além de um modelo regressão Poisson para analisar os dados disponibilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) referentes às disputas eleitorais ao cargo de prefeito em todas as capitais brasileiras. Os resultados sugerem que: (1) em média, o incremento de 1% na receita eleva em 0,646% o número de votos e (2) diferente do esperado, incumbents (β = 0,645; t = 3,785 e p-valor <0,001) são mais eficientes do que os candidatos desafiantes (β = 0,607; t = 17,480 e p-valor <0,000).


Palavras-chave


Receita de campanha; resultados eleitorais; eleições municipais 2012; Efeito Jacobson; metodologia quantitativa.

Texto completo:

PDF