AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DA POLÍTICA DE BANDEIRAS TARIFÁRIAS NA REGIÃO SUDESTE DO BRASIL (2015-2018)

Lívia de Souza Viana, Rose Mirian Hofmann, Fausto Barros de Sá Teles, Fabiano Peruzzo Schwartz

Resumo


Em 2015, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) instituiu a Política de Bandeiras Tarifárias na conta de energia, como forma de dar sinal econômico de curto prazo ao consumidor e, com isso, induzir um comportamento de redução de consumo em períodos críticos. Este trabalho se propõe a avaliar a efetividade da política por meio de duas abordagens estatísticas: a comparação entre médias de variação de consumo, e a regressão linear múltipla a partir de variáveis com potencial explicativo sobre o perfil de consumo de energia elétrica. As duas abordagens foram desenvolvidas a partir de dados de consumidores residenciais da Região Sudeste do Brasil, e convergiram para um resultado comum: a aplicação da Política de Bandeiras Tarifárias não alterou de forma significativa o consumo de energia elétrica, o que sugere possível falha na efetividade dessa política. Em 2015, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) instituiu a Política de Bandeiras Tarifárias na conta de energia, como forma de dar sinal econômico de curto prazo ao consumidor e, com isso, induzir um comportamento de redução de consumo em períodos críticos. Este trabalho se propõe a avaliar a efetividade da política por meio de duas abordagens estatísticas: a comparação entre médias de variação de consumo, e a regressão linear múltipla a partir de variáveis com potencial explicativo sobre o perfil de consumo de energia elétrica. As duas abordagens foram desenvolvidas a partir de dados de consumidores residenciais da Região Sudeste do Brasil, e convergiram para um resultado comum: a aplicação da Política de Bandeiras Tarifárias não alterou de forma significativa o consumo de energia elétrica, o que sugere possível falha na efetividade dessa política. 

Palavras-chave


Políticas Públicas; Consumo de Energia Elétrica; Bandeiras Tarifárias; Comparação de Médias; Regressão Linear Múltipla

Texto completo:

POR ENG SPA