POSIÇÕES DE POLÍTICA EXTERNA NOS MANIFESTOS DE CAMPANHA DE DEMOCRATAS E REPUBLICANOS NO PÓS-GUERRA FRIA / DEMOCRATS AND REPUBLICANS FOREIGN POLICY POSITIONS IN CAMPAIGN MANIFESTOS IN THE POST-COLD WAR

Flávio Contrera

Resumo


No início dos anos 1990, democratas e republicanos lutavam para definir uma nova visão de mundo e diferenciá-la da visão do outro partido. Baseado na percepção de que a política externa é um espaço de competição entre os partidos, este artigo tem por objetivo mensurar os posicionamentos ideológicos dos partidos estadunidenses em assuntos de política externa nas eleições presidenciais disputadas no Pós-Guerra Fria. Os resultados demonstram que o Partido Democrata apresentou posições mais liberais em política externa do que o Partido Republicano em todas as seis eleições. Ademais, verificou-se que os partidos empregaram estratégias de posicionamento centrípetas e centrífugas, cada qual em três eleições. Tendo em vista superar as limitações da aplicação do método padrão do Manifesto Project para posicionar os partidos ideologicamente na política externa, apresentamos meios de aprimorá-lo, a partir da criação e reinterpretação de categorias já existentes em seu quadro analítico.


Palavras-chave


Estados Unidos; Democratas; Republicanos; Política Externa; Pós-Guerra Fria; United States; Democrats; Republicans; Foreign Policy; Post-Cold War.

Texto completo:

PDF